sub som

ENTREVISTA: Eles não são de Barcelona*

Posted in entrevista by Guilherme Sorgine on 28 junho, 2008

Então, essa entrevista com o I’m From Barcelona rolou meio no susto. Curto bastante a banda mas, não me perguntem bem o porquê, a possibilidade de falar com os caras não havia me passado pela cabeça. Enfim, foi ver o show FANTÁSTICO que eles fizeram no Coachella e sair correndo pra catar a assessora e agendar alguma coisa realmente em cima da hora. No final, rolou embarcar depois de uns jornalistas mexicanos, e consegui entrevistar o vocalista, Emanuel, ali mesmo no gramado da tenda de imprensa. Foi bacana. Segue a matéria.

Eles não são de Barcelona
*Matéria originalmente publicada no “RioFanzine”, em 13 de junho

Curiosos, estes novos tempos globalizados. Outrora, quando alguém seria capaz de pensar que da Suécia poderia vir uma das coisas mais legais da Espanha nos últimos tempos? Parece estranho, e de certa forma o é; mas é o caso do I’m from Barcelona, banda da gelada cidade sueca de Jönköping, que reivindica o nome da terra de nosso compatriota Ronaldinho Gaúcho para dar ao mundo uma das mais felizes surpresas do rock alternativo dos dias atuais.

Formado em 2005 pelo vocalista e guitarrista Emanuel Lundgren, o I’m From Barcelona surgiu como um raio no cenário indie e, com pouco mais de dois anos de existência, já começa a conquistar corações e mentes ao redor do globo, levantando como bandeira a quase infalível fórmula do pop sueco, que já deu ao mundo nomes como Cardigans, Wannadies e, mais recentemente, Peter, Bjorn and John: letras prosaicas, guitarras limpas e um senso melódico impar, com canções-chiclete forjadas para perdurar na cabeça.

“Minha maior influência foi uma paixão. Estava perdidamente apaixonado, e comecei a fazer músicas que não se encaixavam em nenhum dos grupos em que já havia estado. Comecei então a chamar alguns colegas para gravá-las comigo, e estes amigos foram chamando mais amigos”, revelou Lundgren, em entrevista ao Rio Fanzine.

Ao que parece, o rapaz é mesmo popular: ao todo, não menos que 29 pessoas gravaram o primeiro EP da banda, “Don´t Give up on Your Dreams, Buddy”, logo sucedido pelo álbum “Let Me Introduce My Friends” , lançado no verão de 2006. O detalhe (ainda mais) curioso: a maior parte delas permanece unida até hoje, excursionando pelo mundo com esta que talvez seja a maior big band do pop atual.

Mas com um nome desses, fica no ar a pergunta: algum integrante da banda realmente vem de Barcelona?

“Eu certamente não, como você pode ver”, brinca o vocalista, um sueco de feições nada mediterrâneas. “Pensando bem, é irônico uma banda com tanta gente não ter nem ao menos uma pessoa realmente de Barcelona”.

Objeto de curiosidade, o nome do grupo deriva de um personagem de uma antiga série de TV chamada “Faulty Towers” , um atrapalhado mordomo cujo nome era Manuel.

“O personagem se chamava Manuel, um nome muito parecido com o meu, e tinha um bordão que era ‘Eu sou de Barcelona (“I’m from Barcelona”)’. Um dia nos lembramos disso após algumas cervejas, e quando vimos, já tínhamos um nome para a banda”, diz Emanuel, em uma explicação improvável como o é o som do conjunto, um verdadeiro coral indie pop que por vezes lembra os americanos do The Polyphonic Spree.

Mas a verdade é que, tão logo se vê a banda em ação em uma de suas catárticas apresentações ao vivo, fica fácil entender o porquê do improvável espaço que vem ganhando dentro e fora do mundo alternativo (sua música “This Boy” vem tocando até mesmo em comerciais da fabricante automotiva Chrysler!). Como em um daqueles times de futebol tão comuns à cidade que lhe dá nome, o I’m From Barcelona joga para a platéia, e tem sua principal força no jogo de conjunto.

Em sua recente e explosiva apresentação na última edição do festival californiano Coachella, o grupo entrou em campo com o jogo ganho: além de decorar o palco com bolas coloridas, inundou a platéia com enormes balões vermelhos, provocando um verdadeiro frenesi antes mesmo do início do show.

O que se seguiu não foi menos que uma festa, na qual a harmonia de canções fáceis como “We’re From Barcelona” e “Collection of Stamps” emergia em meio a um verdadeiro caos em cena, e que terminou com toda a banda em plena pista, unida ao público em um inacreditável trenzinho que percorreu todo o local.

“Na verdade, nós não ensaiamos tanto quanto se imagina para uma banda com esse número de integrantes, há muito improviso em nossa performance. Mas nós realmente temos tocado muito, e dessa forma as coisas terminam se acertando”, diz.

E por falar nisso, como será a vida em uma banda cujo tamanho equivale a dez vezes o de grupos como, digamos, o Green Day?

“Na verdade, a banda foi formada para gravar o disco, não sabia que a coisa iria para frente. Se soubesse que terminaríamos excursionando tanto, certamente não teria chamado tanta gente”, brinca o vocalista. “Mas a verdade é que temos conseguido viajar e nos apresentar em muitos paises, apesar de termos tantos integrantes. Para mim, é muito bom poder continuar trabalhando com os meus amigos”, acrescenta Emanuel, responsável pela maior parte das composições do grupo.

E as coisas estão dando tão certo que não devem parar por aí: após excursionar por quase dois anos com as músicas de “Let Me Introduce My Friends”, o grupo deve lançar seu novo trabalho ainda em 2008.

“Devemos estar com o novo disco pronto no outono (primavera no Brasil). Antes, fizemos um disco de verão; agora tentaremos fazer um trabalho que dure as quatro estações”, diz.

E o que esses suecos da Catalunha pensam de tocar no Brasil? Planos para um futuro próximo? Segundo Emanuel, vontade é o que não falta.

“Na verdade, temos muita vontade de tocar aí, pois recebemos muitas mensagens de fãs do Brasil, mas até agora não há nada em vista. Mas nós só estamos esperando o convite”, revela. A festa por aqui certamente seria linda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: