sub som

ENTREVISTA: Bad Religion

Posted in entrevista by Guilherme Sorgine on 4 setembro, 2008

Nunca entendi muito bem o porquê, mas é fato que há uma síndrome de cachorro morto que aflige o cenário de shows brasileiro. Então você tem a tal banda, muito celebrada, muito desejada. Quando enfim vem tocar no Brasil, yeah, a celebração é geral. Mas aí o tal grupo volta dois anos depois, e a recepção já não é a mesma. Se comete o erro de voltar ao país pela terceira vez em não menos que cinco anos, esquece: vira pé de página de caderno cultural, na melhor das hipóteses.

Vejam o caso do Bad Religion.

Contemporânea a alguns nomes dos mais cultuados do hardcore californiano (Dead Kennedys, Black Flag), não é exagero dizer que a banda divide com eles o epíteto de “uma das mais influentes do estilo”. Como se não fosse suficiente, reúne atualmente uma verdadeira seleção, que inclui músicos com passagens por Circle Jerks (o guitarrista Greg Hetson), Minor Threat (o também guitarrista Brian Baker) e Suicidal Tendencies (o baterista Brooks Wackerman). Apesar de tudo isso, cometeu um “erro” não repetido por seus cultuados conterrâneos: desde 1996, já veio ao Brasil quase 10 vezes. Pronto, estava perdida a aura.

Em quase três décadas de carreira, a banda já reinou no underground (o guitarrista Brett Guruwitz é fundador e dono da Epitaph Records, responsável por nove entre dez nomes saídos da sunny California), se aproximou do mainstream (assinou com a Atlantic em 1993) e voltou à independência em 2001. Ao longo de tudo isso, afora algumas mudanças pontuais (30 anos, afinal de contas, pesam nas costas de qualquer um), permanecem relativamente fiéis ao estilo que os consagrou (vide álbuns recentes como “New Maps of Hell” e “The Empire Strikes First”).

Às vésperas de voltar ao Brasil, para shows em Fortaleza, São Paulo e Curitiba (o Rio dessa vez ficou de fora), o baixista e fundador da banda Jay Bentley trocou uma idéia exclusiva com o Subsom, que você confere agora.

– Olá Jay, como você está? Animado para tocar no Brasil?

Olá, amigo!  Nós sempre ficamos animados para tocar no Brasil! Os fãs são ótimos, nós fizemos muitos bons amigos por aí ao longo dos anos.

– É a sua sétimas vez no país, certo?

Acho que sim, foram tantas que já perdi a conta (risos).

– Pelas minha contas, é isso mesmo. Depois de tantas apresentações, planejam algo novo para esta vez?

Bem, acho que se for planejado, nunca será uma surpresa de verdade (risos). Nós nunca sabemos o que vai acontecer em cima do palco, é sempre uma surpresa, até mesmo para nós!

– Como você se sente, ao ser tão popular em um país distante, após todos esses anos de carreira?

Sem demagogia, acho que a melhor definição seria uma só: honrado.

– Qual é a sua melhor memória do país?

Que pergunta difícil, cara! São tantas…e geralmente envolvem sentar em uma praia e tomar muitos drinks (risos).

– Algum show em especial que você considere o melhor?

Nenhum show é melhor que outro. Nós sempre entramos no palco tentando fazer com que cada show seja sempre o melhor.

– E sobre o novo álbum? Estão correndo pela internet alguns boatos de que poderia sair em 2009. Algo confirmado, ou são apenas planos?

Na verdade, nós não temos nada planejado ainda. Tudo o que vem correndo não passa de boato. Nós provavelmente não pensaremos nisso pelos próximos meses. Greg vai começar a dar aula novamente (além de vocalista do BR, Greg Graffin também é doutor em paleontologia!!!), e nós teremos alguns meses para descansar, escrever e pensar no que vamos querer fazer daqui pra frente.

(more…)

Anúncios
Tagged with:

Bad Religion anuncia volta ao Brasil

Posted in show by Guilherme Sorgine on 6 agosto, 2008

Não dá pra dizer que seja uma surpresa, mas nem por isso deixa de ser uma boa notícia. O Bad Religion, baluarte do hardcore americano que, ano sim, outro não, aporta por estas terras, confirmou mais uma turnê pelo país.

Na verdade, não chega a ser uma turnê: até o momento, a única apresentação confirmada foi a de São Paulo, como headliner do Gas Festival. Quem quiser conferir os californianos, no entanto, terá que ter disposição: o line up do evento inclui Pitty, Charlie Brown Jr., Strike e Voltz (essa última eu não sei do que se trata, mas a julgar pelos nomes nacionais escalados, deve ser uma bomba).

O Gas Festival rola no dia 6 de setembro, no Jockey Clube. Outras apresentações no país não foram divulgadas, mas se rolar algo a gente põe aqui.